Links de Acesso

Novo surto de cólera em Nampula

  • Adina Sualehe

Novo surto de cólera já matou 3 pessoas em Nampula

Novo surto de cólera já matou 3 pessoas em Nampula

Para além de Nampula, o distrito de Cuamba na província do Niassa está também a ser assolado pelo surto.

Em Moçambique, depois de oito meses sem o registo de novos casos de cólera em Nampula, as autoridades de saúde acabam de declarar um novo surto da doença em alguns distritos da província.

A preocupação maior é para Malema que desde o mês de Setembro registou mais de 100 casos dos quais três mortais.

A eclosão da cólera no distrito de Malema, motivou manifestação de descontentamento por parte da população, a qual acusa as autoridades sanitárias de estarem a espalhar a doença em colaboração com as lideranças comunitárias.

O protesto popular culminou com a agressão de um líder comunitário e a perseguição de outros.

Os casos de cólera na província deNampula começam a registar-se nos primeiros meses de cada ano. A directora de saúde de Nampula, Munira Abuduo, explica que o surgimento da cólera nesta altura do ano, deve-se a escassez de água potável em vários pontos da província, realidade que obriga as comunidades a consumirem água impropria.

No inicio deste ano, recordamos, cerca de 1200 pessoas em Nampula foram afectadas pela cólera e dessas 8 não resistiram à doença.

Apesar de reconhecer a escassez deste precioso liquido, a responsável pela saúde a nível da província chama a atenção da populaçãopara que não esqueça os cuidados de higiene, temendo que a cólera se alastre uma vez que se aproxima a época chuva, a qual é propensa ao aparecimento de doenças relacionadas com saneamento do meio.

Munira Abuduo disse que a população da província de Nampula, sobretudo no distrito de Malema,usa água dos rios para beber, para a sua higiene individual, para confeccionar alimentos, e para a lavagem de utensílios domésticos e roupa, uma situação que propicia a eclosão de doenças diarreicas.

A roupa dos pacientes que se encontram internados por causa de diarreias é também lavada nestes rios, daí que se têm multiplicado o numero de doentes com a mesma doença. Aliás uma investigação feita à qualidade da agua nos rios notou a presença do vibrião colérico, disse a responsável de saúde de Nampula.

Para além de Nampula, o distrito de Cuamba na província do Niassa está também a ser assolado pelo surto. Sem avançar os casos registados em Cuamba as autoridades de saúde em Nampula suspeitam que a cólera resulte de uma contaminação de uma paciente que tinha sido transferida de Cuamba para a unidade sanitária em Malema.

Por causa da gravidade do problema, o distrito recebeu cinco médicos e técnicos de Saúde de diferentes unidades sanitárias, os quais se juntaram ao pessoal em serviço no hospital da vila sede do distrito de Malema para fazer frente à doença.

Foi também instalado um centro de isolamento especificamente para pacientes com diarreias agudas, a fim de evitar a contaminação e o alastramento.

Com a eclosão da cólera Nampula precisa de reforço, revelou a directora de saúde, tendo afirmado que espera-se um lote de medicamentos vindos do armazém central ,uma vez que nos restantes distritos há registos de diarreias agudas , mas ainda os exames laboratoriais não confirmaram se estamos perante casos de cólera.

O sector de saúde sabe das constantes perseguições aos líderes comunitários e aos voluntários eteme que o mesmo se repita , mas Munira Abuduo frisou que o sector de saúde não espalha doenças tal como a população acredita. Tem sim como responsabilidade lidar com as doenças por forma a evitá-las e tratá-las.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG