Links de Acesso

Nova iniciativa para lutar contra o Sida em Nampula


Campanha lançada pela Fundação Clarisse Machanguana é financiada pelo Governo americano em 50 mil dólares.

Até 2013, Moçambique ocupava o sexto lugar no mundo entre os países mais afectados pelo vírus do Sida e era o oitavo com taxa a mais elevada de prevalência. Os grupos mais afectados eram jovens e mulheres.

Para inverter este cenário, a Fundação Clarisse Machanguana lançou neste fim-de-semana nas escolas da cidade de Nampula, uma campanha de sensibilização para vírus do Sida usando o basquetebol e destinado aos jovens estudantes.

A campanha que conta com o financiamento do Governo americano num montante avaliado em cinquenta mil dólares, irá percorrer as províncias de Sofala, Manica, Cabo delgado, Niassa, Inhambane, Gaza e Maputo. Ao todo espera-se atingir em cada província de cinco mil jovens.

A patrona da fundação, Clarisse Machamguana, disse que o objectivo da campanha é educar os jovens sobre o Sida e reduzir o estigma sobre as pessoas afectadas, para além de encorajar a população a procurar os serviços de aconselhamento e testes.

Machanguana acredita que o desporto é a melhor via para passar mensagens às pessoas, uma vez que não só se concentra nos jovens como também nos adultos.

Durante o contacto que manteve com os alunos, ela disse que o basquetebol não só ajuda amanter a saúde física, mas também psicológica.

Na escola primária 7 de Abril, na cidade de Nampula, onde foi lançada a campanha, Clarisse Machanguana ofereceu bolas de basquetebol, fazendo o mesma na escola secundária de Nampula.

Além dos estabelecimentos de ensino, a campanha da Fundação Clarisse Machaguana vai trabalhar com vários parceiros.

XS
SM
MD
LG