Links de Acesso

Nito Alves em greve de fome

  • Coque Mukuta

 Nito Alves

Nito Alves

Pais do adolescente avistaram-se com diplomatas da União Europeia para pedirem ajuda; Bloco Democrático lança campanha em prol do activista

O adolescente activista cívico Manuel Chivonde Baptista Nito Alves detido em Setembro por mandar imprimir tshirts com slogans contra o presidente José Eduardo dos Santos começou uma greve de fome Domingo à noite.

Nito Alves foi preso a 12 de Setembro.

Isto ao mesmo tempo que os seus pais se avistavam com diplomatas da União Europeia para lhes pedir que exerçam pressões sobre Luanda para a libertação do seu filho.




No encontro com responsáveis da União Europeia em Angola, os pais apresentaram a situação do seu filho.

Fernando Baptista, pai de Nito Alves, disse ter recebido a garantia de que o caso será levado a Bruxelas e que posteriormente a União Europeia poderá contactar as entidades angolanas para pedir a soltura do adolescente.

“Os passos que eles prometeram dar é informar a Comunidade Europeia em Bruxelas e só assim é que vão manter o contacto com o Governo de Angola” disse acrescentando que o encontro ora realizado foi salutar:

“Espero que ajam tal como se conversou lá,” acrescentou.

Uma campanha “Deixem o Nito fazer os exames”, foi lançada na tarde Segunda-feira pela juventude do Bloco Democrático no largo do Primeiro de Maio com velas acesas para exigirem às autoridades que permitam a Nito Alves fazer os exames escolares que começaram hoje.

A Amnistia Internacional tinha já lançado uma campanha pedindo aos angolanos para escreverem ás autoridades pedindo a libertação do jovem

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG