Links de Acesso

Nigéria: Shell paga 83 milhões de dólares em indemnizações por derrames petrolíferos

  • Redacção VOA

Poluição no Delta do Níger

Poluição no Delta do Níger

Cada individuo receberá 3 mil e 200 dólares um montante equivalente a 3 anos de salário mínimo nigeriano

A organização humanitária Amnistia Internacional afirmou que a empresa petrolífera Royal Dutch Shell vai pagar uma indemnização de 83 milhões de dólares a uma comunidade de pescadores da região do Delta do Níger, na Nigéria, por causa de dois derramamentos de petróleo ocorridos em 1998.

Depois de uma batalha legal de 3 anos na Grã-Bretanha, a Shell concordou em pagar 53 milhões de dólares a 15 mil e 600 pessoas na região petrolífera de Bodo no sudeste do país. Outros 30 milhões são destinados à comunidade no seu todo.

Cada indivíduo receberá 3 mil e 200 dólares um montante equivalente a 3 anos de salário mínimo nigeriano. Mas, o facto é que já se passaram 6 anos depois dos derramamentos e a zona continua poluída.

Um responsável da comunidade de Bodo, Patrick Naagbanton afirma que o acordo constitui uma boa noticia, mas salienta que não se tratou de uma vitória total: “O dinheiro pago, se quantificarmos o nível de prejuízo causado á nossa comunidade, não pode compensar nunca a destruição de algo de que dependem milhares de pessoas. Vai demorar muitos anos para a situação voltar à normalidade, portanto não há dinheiro que possa remediar a situação.”

A Shell afirma que está totalmente empenhada na despoluição da região que deverá começar nos próximos meses. Segundo as Nações Unidas levará pelo menos 30 anos para conseguir limpar a região de Bodo.

A Amnistia Internacional que acompanhou de perto este caso afirma que pelo menos 100 mil barris de petróleo inundaram o ecossistema de Bodo apenas durante um dos dois derramamentos de 2008.

Aquela organização acusa a Shell de não ter mudado os pipelines que sabia de antemão estarem corroídos. A petrolífera nega contudo tal acusação.

Segundo a Amnistia Internacional verificam-se todos os anos centenas de derramamentos dos pipelines da Shell. A Shell afirma contudo que esses derramamentos são causados por ladrões de petróleo. A companhia afirma que os roubos atingiram, níveis sem precedentes e que todos os dias perde cerca de 30 mil barris de petróleo.

XS
SM
MD
LG