Links de Acesso

Mais de 200 mortos em atentados na Nigéria (C/FOTOS)


A sede da polícia em Kano, pouco depois dos atentados

A sede da polícia em Kano, pouco depois dos atentados

Os ataques envolveram duas dezenas de explosões e tiroteio contra oito alvos

Mais de 200 pessoas morreram na sequência dos atentados que ocorreram em Kano, a segunda maior cidade da Nigéria.

Os ataques, reivindicados pela facção radical islâmica "Boko Haram", envolveram duas dezenas de explosões e tiroteio, contra oito alvos, incluindo instalações da polícia e dos serviços de imigração.

A situação levou as autoridades nigerianas a decretar o recolher obrigatório de 24 horas.

O grupo Boko Haram veio a público justificar que o ataque foi uma resposta à recusa do governo em libertar vários dos seus membros, actualmente na prisão.

Entretanto, foi registado um novo ataque numa outra cidade do norte da Nigéria, que já terá feito nove mortos e 12 feridos: homens armados invadiram durante a noite a cidade Tafawa Balewa, no Estado de Bauchi.

De acordo com um líder tradicional do grupo Sayawa, os responsáveis pelos ataques são os elementos do grupo Hausa-Fulani, de etnia muçulmana.

Corpo de jornalista não identificado, abandonado na rua,morto na sequência da explosão registada junto dos Serviçod de Imigração.

Corpo de jornalista não identificado, abandonado na rua,morto na sequência da explosão registada junto dos Serviçod de Imigração.

XS
SM
MD
LG