Links de Acesso

Natal em Cabo Verde: A tradição mudou, vulcão despertou outras ideias

  • Eugénio Teixeira

Populares fogem às chamas do vulcão do Fogo em erupção. Cabo Verde 23 de Novembro 2014

Não vai haver mesa farta, este ano a Cruz Vermelha de Cabo Verde quer um Natal diferente

No ano da erupção vulcânica na ilha do Fogo, com avultados prejuízos materiais e sofrimento dos desalojados, o Centro de 3ª Idade da Cruz Vermelha de Cabo Verde na cidade da Praia pensa fazer a festa de Natal 2014 de forma diferente.

Segundo a responsável do centro, Antónia Semedo, vai se privilegiar o intercâmbio a nível de troca de ideias, mensagens sobre a importância
da vida e harmonia entre as pessoas e troca de prendas, em detrimento da mesa muito farta, como habitualmente acontece.

Para os idosos a presença diária no centro significa muito, tendo em conta o carinho e atenção que recebem, sem esquecer um conjunto de atividades promovidas para a ocupação do tempo, realça a responsável Antónia Semedo.

Alguns idosos abordados pela Voz da América destacam a importância do Natal, que para muitos, era festejado com muita harmonia no seio da família em tempos idos.

O Centro de 3ª Idade da Cruz Vermelha de Cabo Verde na Praia acolhe diariamente cerca de 35 pessoas, prestando igualmente assistência e distribuição de refeições a alguns idosos nas respectivas residências.

XS
SM
MD
LG