Links de Acesso

Nástio Moquito desafia a hipocrisia com “Respectable Thieve”

  • Amâncio Miguel

Nástio Mosquito, artista angolano

Nástio Mosquito, artista angolano

Mostra termina temporada em Nova Iorque e Nástio está aberto a convites de África

Gatuno respeitável poderia ser o título em Português da exposição que o artista plástico angola Nástio Mosquito levou ao reputado Museu de Arte Moderna de Nova Iorque.

Falando para a VOA a partir da Bégica, Nástio prefere manter o título em Inglês, “Respectable thieve”. Nem sempre a tradução funciona, diz.

Mas numa ou noutra língua, o argumento da exposição é o mesmo: Combater a hipocrisia num mundo onde “há uma tendência que nos torna juízes de tudo”.

Nástio Mosquito

Nástio Mosquito

Nástio explica que “nós roubamos alguma coisa; se pensarmos do ponto de vista genético, roubamos do nosso pai, da nossa mãe.

Ele continua: "Conseguimos olhar com alguma agressividade para o pessoal da Wall Street, mas ao mesmo tempo, com uma paz de espiríto tremenda, baixamos filmes e música sem pagar aos artistas e partilhamos com os nossos familiares sem nos sentirmos criminosos".

Antes de julgar, sugere Nástio, é importante "olhar o nosso umbigo".

Nástio exibiu "Respectable thieve" até finais de Outubro.

Quanto ao continente africano, o artista diz que está aberto a propostas de exposições.

"Gostaria de começar a ter uma relação mais próxima com instituições africanas", afirma o multifacetado artista.

XS
SM
MD
LG