Links de Acesso

Governo de Nampula suspende distribuição de sementes para promover sector privado

  • Adina Sualehe

Vendedores ambulantes em Nampula

Vendedores ambulantes em Nampula

Camponeses questionam fim da distribuição de sementes.

O Governo da província moçambicana de Nampula vai deixar de distribuir sementes aos camponeses para estimular o sector privado a expandir a rede comercial para as zonas rurais.

Na generalidade, a agricultura é do tipo familiar, praticada maioritariamente pelas famílias rurais de baixo poder de compra que ainda carecem do apoio do Governo.

Entre as famílias que praticam a agricultura, o número que usa sementes melhoradas é ainda reduzido.

A ideia do Governo em deixar de distribuir insumos agrícolas surge numa altura em que o sector agrícola e a segurança alimentar continuam a enfrentar muitos desafios no que respeita ao uso de sementes melhoradas e tecnologias usadas para aumentar a produção e a produtividade agrícola.

O director provincial da Agricultura e Segurança Alimentar em Nampula, Pedro Dzucule, diz que se o Governo continuar no negócio de insumos agrícolas estará a competir com o sector privado, o que, afirma, não é bom numa economia de mercado.

Para Dzucule, o Governo só poderá distribuir sementes em casos de emergência e às pessoas sem possibilidades para as obter nas lojas.

Sem avançar números, diz que já foi feito o mapeamento das familias com baixo poder de compra para beneficiarem da ajuda do Governo.

Neste momento, continua Dzucule, o Executivo está a reforçar o seu relacionamento com o sector privado para que as empresas viradas ao agronegócio se instalem cada vez mais nos distritos.

Uma das recomendações do Governo é que 60 por cento do Fundo de Desenvolvimento Distrital seja para os agronegócios com maior enfoque na venda de insumos agricolas.

Alguns camponeses em Nampula estão insatisfeitos com a ideia e acreditam que, com o aumento constante dos preços, poderão enfrentar dificuldades na aquisição de sementes, correndo um maior risco de produzir pouco ou mesmo não produzir.

No dia 28 de Outubro ,foi lancada a campanha agrícola nacional 2016-2017, com as atenções viradas na produção de mais comida para a garantia da segurança alimentar e nutricional das populações e a produção de culturas de rendimento para as exportações com o objectivo de garantir a entrada de divisas no país.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG