Links de Acesso

Renamo diz que não vai recorrer à força em Nampula

  • Faizal Ibramugy

Edifício da delegação da Renamo em Nampula

Edifício da delegação da Renamo em Nampula

As conversações em curso com o governo têm como um dos pontos da agenda a retirada das forças da polícia daquela sede.

Em Nampula a polícia moçambicana continua a ocupar a sede provincial da Renamo , mas uma entidade oficial da Renamo afirma que a sua organização não vai recorrer à força para recuperar as instalações conforme tinha sido alegado por alguns órgão de comunicação social.
Orlando Lavieque, membro da comissão política nacional da Renamo disse que “a perdiz não pretende usar violência alguma para a retirada dos homens da FIR” que continuam a ocupar a sede do partido depois dos confrontos entre aquelas forças e os ex-guerrilheiros em 8 de Março do ano passado.

A fonte disse que para demonstrar que a informação veiculada pela imprensa não corresponde à verdade, as conversações em curso com o governo, têm como um dos pontos da agenda, a retirada das forças polícia daquela sede.

A reportagem da VOA circulou entretanto na tarde desta terça-feira na Rua dos Sem Medo e constatou que a polícia moçambicana continua a tomar conta daquela sede política. Alguns populares que vivem nas imediações da sede da Renamo e que preferiram falar na condição de anonimato declararam à VOA que estão contra a ocupação policial da sede da perdiz. Porque segundo disseram “ isto pode provocar problema um dia”.

“Nós, gostáriamos que os donos da casa tomassem a sua residência”, disseram as nossas fontes anónimas. A VOA sabe que a então sede da Renamo em Nampula é propriedade de um cidadão falecido que era membro da perdiz. Depois da morte a sua residência, alegadamente ficou na responsabilidade de um outro membro da Renamo.

Este igualmente perdeu a vida e a residência passou para sede daquela formação política até 7 de Março de 2012. Por que no dia seguinte um forte tiroteio entre a FIR e os ex-guerilheiros, culminou com a ocupação da mesma pelas forças governamentais.
XS
SM
MD
LG