Links de Acesso

Nampula: Renamo ataca de novo

  • Faizal Ibramugy

Refugiados começam a chegar a Nampula por causa da instabilidade na região

Refugiados começam a chegar a Nampula por causa da instabilidade na região

O assalto causou ferimentos ao empresário António Manuel proprietário de uma quinta e de uma escola de condução.

Um suposto guerrilheiro alvejado mortalmente no distrito de Gorongosa, no centro do país e um assalto a uma quinta por homens armados da Renamo, na comunidade de Locone, 35 quilómetros da capital provincial de Nampula, são os últimos incidentes armados em Moçambique.
A troca de tiros que originou a morte do suposto guerrilheiro da Renamo ocorreu por volta das 05h00 de ontem, no posto administrativo de Nhamazi, distrito de Gorongosa, em Sofala. A vítima fazia parte de um grupo de homens armados que tentaram, sem sucesso, assaltar o posto policial de Nhamazi e o posto administrativo.

Já no norte, mais concretamente em Nampula, o assalto registado nas primeiras horas de hoje causou ferimentos ao empresário António Manuel, proprietário de uma quinta e de uma escola de condução na cidade de Nampula. No ataque foram incendiadas uma viatura, um tractor agrícola, uma motorizada, assim como a residência e armazém.

Segundo soubemos, por volta das três horas da manhã, 18 homens, alguns fardados e outros à paisana, chegaram à quinta do empresário, munidos de três armas de fogo e catanas, tendo invadido a sua residência. Seguidamente, segundo Black Arcido, guarda da quinta, os mesmos introduziram-se no seu interior, onde amarraram no proprietário começando a espancá-lo. Outro grupo, tratava de queimar bens e outros de saqueavam produtos alimentares.

Depois desta operação que durou poucos minutos, os homens armados da Renamo, deslocaram-se cerca de 500 metros até a um pequeno quiosque, pertencente ao mesmo proprietário. Aqui, segundo soubemos, incendiaram o armazém principal, tendo-se apoderado de quantidades não especificada de bebida.

Nessa altura, o empresário continuava amarado e a sangrar na quinta sem apoio de ninguém, uma vez que os seus trabalhadores fugiram e um foi alegadamente sequestrado. Por volta das 8 horas, a polícia tomou conhecimento do incidente, tendo de imediato feito deslocar um contingente policia, que de seguida tratou de evacuar a vítima para o centro de saúde de Rapale, onde recebeu os primeiros socorros médicos.

Farida Domingos Amisse, Técnica de urgência no Centro de Saúde de Rapale, contou-nos que o paciente foi recebido em estado inconsciente, devido a gravidade das lesões contraídas, principalmente na parte da cabeça. Depois da assistência, o empresário foi evacuado para o Hospital Central de Nampula, onde se encontra internado.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG