Links de Acesso

Nampula: Políticos fazem balanço de promessas eleitorais

  • Faizal Ibramugy

Vista da cidade de Nampula

Vista da cidade de Nampula

A VOA ouviu o candidato derrotado nas últimas eleições, Ricardo de Oliveira e o edil, Castro Sanfins Namuaca.

Mobilizar recursos e garantir que haja água, unidades sanitárias, abertura de vias de acesso, expansão da rede eléctrica e saneamento básico, foram algumas das promessas que levaram com que os munícipes de Nampula votassem na Frelimo e no seu candidato em 2008, durante as terceiras eleições autárquicas moçambicanas.
Hoje, faltam cinco meses para o fim do mandato autárquico. Será que estas promessas foram executadas? Essa foi a pergunta que o nosso repórter FI fez a vários políticos locais.

A VOA, ouviu diversas individualidades, entre as quais o candidato derrotado naquelas eleições pela Renamo, Ricardo de Oliveira e o respectivo edil, Castro Sanfins Namuaca.

Para os munícipes, a execução das promessas eleitorais que conduziram Castro Namuaca ao seu segundo mantado autárquico, estão longe de serem cumpridas. É que, segundo nossos entrevistados na área de educação por exemplo, onde o objectivo da actual edilidade passava por assegurar o ensino a todas as crianças, garantindo maior equidade no acesso ao ensino de qualidade nada melhorou.

Segundo os nossos entrevistados, durante os aproximadamente cincos anos foram construídas poucas escolas e como resultado, tal como em 2008, a maior parte das crianças continuam a assistir as aulas ao relento e sentadas no chão.

Na área de estradas, onde as promessas estavam viradas para a expansão da rede de estradas urbanas e perirurbanas, abrindo vias de acesso em todos os bairros do município com vista a melhorar a transitabilidade das estradas municipais, várias actividades foram desenvolvidas, entre a colocação de pavimento nalgumas estradas e a implantação de sistemas de drenagem das águas pluviais.

Porém, algo referido pelos nossos entrevistados é que maior parte das obras executadas não tem qualidade.
“Quando ele estiver a terminar o seu mantado, essas estradas estarão intransitáveis”,disse um dos munícipes por nós entrevistado.
Ricardo de Oliveira da RENAMO, o segundo candidato mais votado nas terceiras eleições autárquicas de 2008 no município de Nampula disse que como era de esperar, “o senhor Namuaca não conseguir cumprir com as suas promessas.”
“Continua a faltar água, tal como continua a haver muito lixo, apesar do pagamento de impostos por parte dos cidadãos”, disse de Oliveira, para quem “isso é resultado da falta de disciplina e respeito para com o cidadão”.

Mas apesar disso, o presidente do município de Nampula, Castro Sanfins Namuaca diz que 92 por cento das promessas eleitorais foram executadas e promete alcançar os cem por cento até finais deste ano. O presidente referiu que como resultado do seu trabalho a partir de Setembro que vem, o abastecimento de água à cidade de Nampula vai alcançar a fasquia de 24 sobre 24 horas, com a conclusão das obras de reabilitação e ampliação do sistema de abastecimento de água, em fases de finalização.

Lembrou que o conselho municipal mobilizou fundos avaliados em muitos milhões de dólares que estão a ser empregues num projecto de reabilitação do sistema de águas pluviais para além de estar a decorrer em simultâneo, o processo de requalificação da cidade de Nampula. Segundo ele, estes programas vão mudar completamente a cidade de Nampula.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG