Links de Acesso

Nampula: Medicina tradicional ocupa lugar de destaque

  • Faizal Ibramugy

Combóio de Nampula para Mutuáli

Combóio de Nampula para Mutuáli

Devido à maior procura de médicos tradicionais tem também crescido o número de pessoas em Nampula que se fazem passar por curandeiros.

Na província Moçambicana de Nampula, a procura pela medicina tradicional continua a ser bastante grande por parte de muitos residentes procurando alívio para várias enfermidades.
Padão Amade é médico tradicional e ao mesmo tempo, presidente da Associação dos Médicos Tradicionais de Moçambicana, (AMETRAMO) em Nampula. Ele, explicou à VOA que o trabalho que a classe realiza tem a ver com a cultura ancestral Macua e é muito anterior à medicina convencional. Mas, mesmo assim, segundo ele, nos tempos de hoje, “ este trabalho é realizado em colaboração com a medicina convencional”.

Ele disse que o próprio código de contudo da associação dos médicos tradicional, determina que “um paciente que procura por um curandeiro e, três dias depois, não apresenta melhoras, deve ser transferido para ao hospital, para uma consulta médica”.

Devido à maior procura pelos serviços praticados pelos médicos tradicionais, tem também crescido o número de pessoas em Nampula, que se fazem passar por curandeiros, chegando até a cometer vários crimes. O caso mais recente, deu-se na semana passada em que um suposto curandeiro, violou sexualmente 4 adolescentes. Na verdade, segundo soubemos, as raparigas procuravam por um curandeiro que lhes desse sorte nos seus relacionamentos.

Na AMETRAMO, não conseguimos obter informações se, o violador é curandeiro ou não. É que, esta associação encontra-se na fase de organização da sua base de dados. Nos últimos 8 anos, segundo o presidente, a associação está a ser dirigida por um grupo de curandeiros que nem se sequer se preocupava com a organização da sua base de dados. Mas o presidente prometeu que, caso se confirme que o visado é membro, será imediatamente expulso, na medida em que violou o Artigo 15 do Código de conduta da associação. O mesmo artigo refere que é proibido ao médico tradicional, envolver-se sexualmente com o seu paciente.

Padão Amade, diz que para além da do artigo 15, há outros artigos que constam do código para manter o respeito e os valores da medicina tradicional. Deu exemplo, do Artigo 12 que proíbe cobranças exorbitantes e o Artigo 17 que proíbe a prática da actividade de médico tradicional a indivíduos não habilitados.

Nas ruas de Nampula, cidadãos ouvidos pela VOA disseram que procuram pela medicina tradicional para terem o contacto com os seus antepassados e curar algumas enfermidades que são impossível curar nos hospitais. Por esta razão, segundo os nossos entrevistados, apesar do incidente da semana passado, irão continuar a visitar os curandeiros como parte da sua tradição.
XS
SM
MD
LG