Links de Acesso

Nampula combate abandono escolar

  • Adina Sualehe

Nampula

Nampula

Pobreza afasta crianças da escola.

Na província moçambicana de Nampula um programa de combate ao abandono escolar entra na sua segunda fase depois de, em três anos, ter reduzido de três mil para 300 as crianças que deixam o sistema escolar.

Milhares de crianças do ensino primário desistem da escola, na sua maioria, devido à pobreza.

A organização não-governamental Visão Mundial introduziu em 2013 um projecto de alimentação escolar nos distritos de Moecate e Nacaroa, cujos índices de desistência escolar eram bastante altos.

Só em Moecate, por ano, desistiam da escola três mil crianças num universo de 31 mil alunos.

Volvidos três anos, aquela organização lançou esta semana a segunda fase do projecto, que poderá envolver 75 mil crianças nas escolas primárias contra os 50 mil da primeira fase.

O projecto é financiado pelo Governo americano em 29 milhões de dólares.

Jaime José, responsável de Visão Mundial em Nampula, disse que o projecto visa aumentar o índice de ingresso escolar, a retenção dos alunos na escola e capacidade cognitiva dos alunos, consciencializar a comunidade sobre a importância da educação e estabelecer e financiar melhorias nas instalações escolares de modo a garantir a melhoria da aprendizagem e o rendimento pedagógico.

Para além de alimentar as crianças na escola, o projecto vai reforçar a área pedagógica por via da formação dos professores, poupança e crédito e água e saneamento.

Visão Mundial espera ver melhorado o aproveitamento pedagógico até ao fim deste projecto em Setembro de 2020.

Na primeira fase, o distrito de Moecate viu reduzido o número de crianças que abandonaram a escola de 3000 para 600, segundo Pascoal Musaico, director dos Serviços Distritais de Educação, Juventude e Tecnologias do distrito, que disse esperar que a segunda fase acabe com o fenómeno da desistência dos alunos na escola.

XS
SM
MD
LG