Links de Acesso

Exames em Nampula poderão ser afectados por greve

  • Faizal Ibramugy

Trabalhadores da educação dizem que não recebem há mais de seis meses

Os exames de primeira época na cidade moçambicana de Nampula poderão ser afectados por uma programa greve de pessoal do ministério de educação.



Mais de mil Funcionários de serviços e auxiliares administrativos afectos no sector de educação na província de Nampula prometem com efeito paralisar o decurso normal das suas actividades com efeitos a partir de 1 de Novembro em revindicação a seis meses de atraso salarial.

Segundo soube a VOA, tudo começou no passado mês de Abril, quando através de um documento o ministério da educação decidir cancelar o pagamento normal dos salários aos auxiliares como forma de os pressionar a regularizar a sua situação laboral com o Estado, ou seja, tratando documentos para efeitos de nomeação.

Os funcionários alegam que quando isso foi feito muitos já já tinham uma nomeação na data e os outros, regularizaram a sua situação , mas mesmo assim os salários nunca são retomados

“ Isto, não pode manter-se assim. Estamos a ser abandonados pelas nossas mulheres que morrem de fome,” disse um dos funcionário.

“Imagine, seis meses sem salários, como viver, se o custo de vida aperta cada vez mais”, acrescentou.

A manifestação do dia 1 de Novembro, terá o seu início na portão principal da Direcção Provincial de Educação, e depois seguir-se-á para todas escolas de Nampula.

os nossos entrevistados disseram que pretendem que a manifestação dificulte a realização dos exames da 1 época, que arrancam a escala nacional no próximo dia 5 de Novembro.

Ao nível do sector de educação em Nampula, ninguém quer falar do assunto, alegando que o caso está nas mãos das finanças. Por sua fez, a Direcção Provincial de Planos e Finanças de Nampula, diz que o assunto deve ser tratado na instituição de tutela, neste caso na educação.

Esta será, a primeira greve na função pública em Nampula, envolvendo funcionários no activo.
XS
SM
MD
LG