Links de Acesso

Namibe: o ritmo das festas de Natal

  • Armando Chicoca

Namibe João Guerra administrador municipal

Namibe João Guerra administrador municipal

A cidade do Namibe pode ser uma das melhores do país em termos de artefactos luminosos, simbolizando o que devia ser a alegria contagiante deste povo do litoral sul de Angola.

A afirmação é do administrador do Município do Namibe, João Guerra, àrádio estatal local, quando igualmente prometeu que equipas de limpeza dos serviços comunitários trabalharão 24/24 horas para manter a cidade limpa.

Por seu turno, a polícia Nacional também garantiu uma festa tranquila, tendo destacado cerca de dois mil agentes em todos os municípios.

Os operativos policiais apresentaram publicamente os meios a serem empregues percorrendo todos os bairros da cidade do Namibe, acto complementado com apelos ao civismo e colocando disponíveis terminais telefónicos para os cidadãos em casos de emergência policial.

A VOA ouviu os cidadãos sobre como se prepararam para esta quadra festiva, que tem o sabor dos 40 anos da independência nacional.

Nas terras do carneiro, município do Virei e do Município da Bibala, os autóctones “mucubais”, apesar de alguns deles desconhecer a festa de natal, e de ano novo, dizem estar a contas com a fome, sobrevivem de fruto silvestre.

No seio das mulheres zungueiras as opiniões divergem.

Algumas, apesar das dificuldades, dizem ter conseguido o bolo dos petizes, mas outras afirmam que não haverá festa proque a crise é muita.

O mesmo é partilhado por alguns agentes de segurança privada, que têm salários em atraso.

Nesta manhã, os bancos comerciais registaram longas bichas, enquanto os multi-caixas não tinham dinheiro para os clientes.

A boa nova veio dos cambistas, os conhecidos kínguilas, homens e mulheres que se dedicam à compra e venda dos dólares no mercado informal.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG