Links de Acesso

Nairobi: Polícia frustra ataques terroristas

  • Redacção VOA

Nairobi, Quénia (2014)

Nairobi, Quénia (2014)

Vinte mil dólares para quem fornecer pistas sobre dois dos suspeitos.

A polícia do Quénia anunciou a detenção de três quenianos que tinham planos de realizar ataques terroristas, que incluíam o uso de antraz, uma bactéria altamente infecciosa.

Trata-se do médico estagiário Mohammed Abdi Ali, sua esposa e uma amiga, que supostamente ligados à uma rede terrorista associado do grupo Estado Islâmico.

Outros dois suspeitos, também estudantes de medicina, estão foragidos, e a polícia oferece 20 mil dólares americanos a quem fornecer pistas.

Uma das intenções do grupo era realizar um ataque a 29 de Abril passado, semelhante ao do Westgate Mall, em Setembro de 2013, que matou cerca de 70 pessoas, em Nairobi, acção atribuida ao Al-Shabab, um grupo com ligações ao Estado Islâmico.

George Musamali, analista de segurança naquela região, disse à VOA que o envolvimento do Estado Islâmico é preocupante, uma vez que revela que o grupo terrorista quer agora ter um papel na África oriental e central.

A polícia publicou as fotos de todos os suspeitos no Twitter e disse que o grupo estava a radicalizar-se e a recrutar estudantes e outros jovens quenianos para se juntarem a grupos terroristas na Líbia e Síria.

XS
SM
MD
LG