Links de Acesso

Na celebração do Natal, Papa Francisco pede união contra as atrocidades

  • Redacção VOA

Papa Francisco, na Basílica de São Pedro, 25 de Dezembro, 2015.

Papa Francisco, na Basílica de São Pedro, 25 de Dezembro, 2015.

“A graça de Deus pode converter corações e oferecer à humanidade uma maneira de sair de situações humanamente insolúveis," disse na sua oração.

Na sua mensagem de Natal, o papa Francisco pediu ao mundo para se unir para acabar com as atrocidades de militantes islâmicos, que conforme repetiu causam imenso sofrimento em muitos países.

Francisco leu o seu discurso "Urbi et Orbi" (para a cidade e o mundo), na Basílica de São Pedro, perante milhares de pessoas e forte segurança, que incluía polícia antiterrorismo.

A Reuters cita o pontífice pedindo a atenção da comunidade internacional para acabar com as atrocidades, que no Iraque, Líbia, Iémen e África subsaariana, ceifam numerosas pessoas, causam imenso sofrimento e não poupam nem o património histórico e cultural de povos inteiros.

Em relação à África subsaariana, Francisco mencionou a necessidade de diálogo para resolver os problemas na República Democrática do Congo, Burundi e Sudão do Sul.

Papa Francisco, Natal, 2015

Papa Francisco, Natal, 2015

​Pediu igualmente a restauração da paz em locais de conflito como Israel, Palestina e Síria, sublinhando que "somente a misericórdia de Deus pode livrar a humanidade das muitas formas de mal, algumas vezes monstruosas, que o egoísmo gera no nosso seio."

Ele condenou "actos brutais de terrorismo", entre os quais os ataques de 13 de novembro por militantes islâmicos que mataram 130 pessoas em Paris, a queda de um avião russo na península do Sinai, no Egipto, que matou 224 pessoas em 31 de outubro, e o ataque ao hotel Radisson Blue, em Bamako, capital do Mali.

Todos os ataques foram reivindicados pelo grupo Estado Islâmico.

O Papa chamou as vítimas de “mártires de hoje”. E na sua oração realçou que "a graça de Deus pode converter corações e oferecer à humanidade uma maneira de sair de situações humanamente insolúveis."

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG