Links de Acesso

"Não traga negros aos meus jogos", disse Sterling


Donald Sterling e a namorada Stiviano

Donald Sterling e a namorada Stiviano

Comentário racista de dono de equipa de basquetebol provoca polémica nos EUA. Em Espanha, Dani Alves foi atingido com uma banana

Donald Sterling, milionário e dono da equipa de basquetebol Los Angeles Clippers, provocou uma polémica que está no centro da actualidade nos EUA.

Sterling foi apanhado, pelo site TMZ, a proferir comentários racistas enquanto falava com a namorada, a modelo V. Stiviano, por esta ter publicado uma foto com Magic Johnson na sua conta no Instagram.

"Incomoda-me que querias transmitir a tua ligação aos negros. Precisas fazer isso? Podes dormir com eles, podes fazer o que quiseres. A única coisa que te peço é que não promovas isso e que não os leves aos meus jogos. Não tens de ter fotos com pessoas negras no teu Instagram", terá dito Sterling.

Um dos primeiros a reagir às declarações foi o presidente dos EUA, Barack Obama. "Quando um ignorante fala para demonstrar a sua ignorância, não podemos fazer nada, só deixá-lo falar. Tenho confiança na direcção da NBA. Adam Silver é um homem bom e resolverá isto", disse o Presidente dos Estados Unidos, esperando que os responsáveis pela NBA tomam medidas contra Sterling.

O próprio Magic Johnson, um dos visados na gravação, veio a público pedir que Sterling abandone os Clippers. Johnson disse que nunca mais irá ver um jogo dos Los Angeles Clippers enquanto Sterling estiver na presidência.

Os Clippers também reagiram aos comentários racistas, com o jogador Chris Paul e o técnico Doc Rivers a mostrarem o desconforto perante as palavras de Sterling.

A NBA e os Clippers já anunciaram que vão investigar o caso.

Este não é o único caso de racismo este fim-de-semana, no mundo do desporto.
Dani Alves, jogador do Barcelona, viu-se obrigado a responder de forma diplomática a um adepto que lhe atirou uma banana, quando se preparava para marcar um pontapé de canto.

Alves apanhou a banana e comeu-a, antes de marcar o canto.

Em Espanha, os adeptos têm tratado os jogadores negros ou com raízes africanas como se de macacos se tratassem. Samuel Eto'o era um dos jogadores a quem faziam gestos e grunhidos daquele primata.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG