Links de Acesso

Muzemba movimentou 400 mil dólares em quatro meses - UNITA

  • Manuel José

Mfuka Muzemba, líder da JURA foi suspenso por dois anos

Mfuka Muzemba, líder da JURA foi suspenso por dois anos

Galo Negro diz não ter intenção de condenar antigo dirigente da JURA mas sim alertar para corrupção do governo

Continua a guerra de palavras entre a UNITA e o antigo dirigente da sua ala juvenil, JURA, Mfuka Muzemba.




A Direcção da UNITA reafirmou Quarta-feira em conferência de imprensa em Luanda que o ex-secretário geral da JURA Mfuka Muzemba foi corrompido pelo regime de José Eduardo dos Santos, e por isso foi suspenso por um período de dois anos.

O presidente da Comissão de Sindicância da UNITA Jorge Vitorino afirmou que Mfuka Muzemba mentiu aquando da sua conferência de imprensa há uma semana.
"Mfuka Muzemba mentiu e veio distorcer os factos em seu favor, para se inocentar, apresentando documentos que não o ilibam das acusações," disse Vitoriano que apresentou alguns extractos bancários.

"Conta em dólar de Mfuka Muzemba 'e 9022838-32, os principais movimentos quer em crédito como em débito coincidem com as testemunhas recolhidas pela Comissão, da pessoa a que Mfuka Muzemba mandou depositar o dinheiro da corrupção," acrescentou

A UNITA exibiu igualmente os depósitos efetuados por Nfuka Muzemba que para o partido não correspondem aos rendimentos do deputado da UNITA.

"No dia 1 de Outubro de 2012 Mfuka Muzemba depositou 10 mil dólares, dia 22 de Outubro depositou 65 mil dólares, a 7 de dezembro depositou 150 mil dólares, em Fevereiro deste ano Nfuka depositou 182 mil dólares, só nesta conta o jovem depositou um total de 407 mil dólares, em 4 meses," disse Vitorino

Noutro documento o presidente da comissão de sindicância mostrou um extrato de conta em que Mfuka Muzemba teria levantado de Dezembro de 2012 a Abril deste ano o equivalente a 400 mil dólares.

O responsável da UNITA deixou claro que a intenção do partido não 'é a condenação de Mfuka Muzemba mas sim clarificar quem 'e o mentor dos actos de corrupção.

"O objectivo desta conferência de imprensa 'e de expor o regime corrupto de José Eduardo dos Santos e alertar os demais jovens para não caírem na mesma ilusão, a UNITA está mais interessada na recuperação de Mfuka Muzemba do que na sua condenação," disse Vitorino

A UNITA também apresentou testemunhas que evidenciam o aliciamento de Mfuka Muzemba por parte do general Bento Kangamba.

"Compromissos inconfessos com o Sr. Bento Kangamba e seu elenco para inviabilizar a concretização dos objectivos da justa luta da juventude angolana, em troca de benefícios pessoais, falsas declarações, abuso de poder e corrupção endêmica, Mfuka exibe maços de dinheiros de 20 a 50 mil dólares em almoços para corromper jovens revolucionários interessados em fazer manifestação," acusou Vitorino

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG