Links de Acesso

Mundial 2014: Nos muros do Brasil o descontentamento do Mundial


Pintura de Paulo Ito, evento Pompeia, Brasil. Numa imagem Paulo Ito descreve o sofrimento do povo brasileiro, anfitrião do Mundial de Futebol 2014

Pintura de Paulo Ito, evento Pompeia, Brasil. Numa imagem Paulo Ito descreve o sofrimento do povo brasileiro, anfitrião do Mundial de Futebol 2014

Uma criança a chorar de fome, sentada à mesa para comer, e onde o único menu disponível é uma bola de futebol.

Os brasileiros têm se manifestado contra a realização do Mundial de Futebol de todas formas que conseguem.

Mas é especialmente nos graffitis nos muros das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo que expressam o seu descontentamento.

São muitos os murais pintados, mas a pintura do artista de rua Paulo Ito está a fazer correr tinta nos jornais do mundo atentos ao Mundial.

À Voz da América, Paulo Ito diz que não esperava mais do que uns 400 "gostos" no seu Facebook, mas a verdade é que a repercussão foi outra, milhares de "gostos" vindos de todo o lado o que deixou o artista bastante surpreendido e feliz.

Ele conseguiu numa pintura transmitir o sentimento vivido pela maior parte dos brasileiros, numa altura em que o país se prepara para acolher o Campeonato do Mundo de Futebol.

Uma criança a chorar de fome, sentada à mesa para comer, e onde o único menu disponível é uma bola de futebol. A imagem foi desenhada num muro à entrada de uma escola de São Paulo.

Paulo conta-nos que inicialmente "houve uma euforia momentânea", relativa às vantagens do Mundial, mas não acredita que as expectativas tenham sido correspondidas pelas melhorias reais.

Apesar da pintura se ter tornado viral, Paulo diz que os media brasileiros foram muito discretos: "Aqui antes de tudo você precisa ser amigo dos media e não falar mal deles, o que não é o meu caso".

Boa parte dos brasileiros são peremptórios ao afirmar que as melhorias que o Mundial prometia não aconteceram.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG