Links de Acesso

Muitos pais em Moçambique não aceitam que seus filhos se formem em Teatro

  • Danielle Stescki

Espaço do Ouvinte

Espaço do Ouvinte

Angelina Rubem Chavango, de 29 anos, é actriz e professora de Teatro na Universidade Eduardo Mondlane. Quando jovem, contrariou os pais para realizar o sonho de ser actriz. A persistencia valeu a pena. Hoje ela tem sua própria família, independência financeira, um carro e ainda dá mesada aos pais.

Em Abril, vai dar à luz ao seu segundo filho. No momento não está a actuar, mas trabalha como assistente de direcção em duas peças para adolescentes e jovens. Chavango comentou sobre as dificuldades que os profissionais do ramo e estudantes de Teatro enfrentam em Moçambique.

Segundo a actriz, ainda há muito preconceito com relação a essa actividade. “Muitos pais não aceitam que seus filhos se formem em Teatro, principalmente num país como Moçambique, em que há muitas dificuldades financeiras”, explica.

Chavango diz que quando um pai sabe que o filho vai estudar Teatro pergunta: “Vai fazer teatro pra quê? Pra fazer o quê? Pra trabalhar aonde?”.

E acrescenta: “Ainda não se acredita muito que o teatro seja algo para ser estudado,” desabafa.

No entanto, Chavango afirma que há espaço no mercado e que é possível ter sucesso na profissão se houver dedicação. “Tem que criar, tem que lutar”, ressalta.

Ouça a entrevista com a actriz e professora para saber mais sobre os projectos em que ela está envolvida.

XS
SM
MD
LG