Links de Acesso

Muçulmanos em Moçambique "tristes" com a morte de Osama bin Laden


A casa, em Abbottabad (100 kms a norte de Islamabad) onde bin Laden foi morto

A casa, em Abbottabad (100 kms a norte de Islamabad) onde bin Laden foi morto

Secretário-geral do Conselho Islâmico fala de "alivio" por bin Laden já não ser pretexto para ataques contra muçulmanos

Os muçulmanos em Moçambique estão “tristes” com a morte de Osama Bin Laden e “aliviados” por este já não ser mais um pretexto para ataques contra muçulmanos.

A avaliação foi feita pelo secretário-geral do Conselho Islâmico de Moçambique, numa entrevista à Voz da América.

Abdul Carimo disse que as reacções na comunicade islâmica de Moçambique são de tristeza, porque os muçulmanos não acreditam que osama bin Laden seja responsável pelos ataques de 11 de Setemvro de 2011, contra os Estados Unidos.

Segundo ele, os Estados Unidos têm "pouca credibilidade" e há quem acredite na responsabilidade do governo americano nos ataques de 11 de Setembrto - numa alusão às teorias da conspiração sobre os atentados.

Abdul Carimo disse que outra reacção da comunidade islâmica é de "alivio" porque, com bin Laden morto, os Estados Unidos já não podem usá-lo como pretexto para ataques contra muçulmanos que fazem vítimas civis.

Clique na barra sobre este texto para ouvir a entrevista com Abdul carimo, secretário-geral do Conselho Islâmico de Moçambique.

XS
SM
MD
LG