Links de Acesso

MPLA rejeita acusações da CASA-CE de corrupção no Namibe

  • Armando Chicoca

João Guerra (à esquerda) e João Santa Rita, da VOA.

João Guerra (à esquerda) e João Santa Rita, da VOA.

João Guerra descreve representante local da CASA CE como "um triste pois políticamente não tem nada"

Um destacado elemento do MPLA no Namibe rejeitou acusações da CASA CE de corrupção ao mais alto nível na província, descrevendo o representante deste partido na província como “um triste”.

“Com pessoas tristes não se responde”, disse João Guerra, Secretário Municipal do Namibe do MPLA, cumulativamente Administrador do Município e membro do Comité Central do partido no poder.

“O secretário da CASA CE, aqui no Namibe, tem alguma coisa para dizer?”, interrogou Guerra.

“Sampaio Mucanda? Esse é um triste coitado, pois políticamente não tem nada,” disse aquele diriginte do MPLA, que exortou à VOA para não “cortar” as suas afirmações.

“Isso não é para cortar, mas para passar conforme estamos a dizer,” acrescentou João Guerra, que acusou a VOA de “xingar” o governo e o MPLA e de gostar de “nos maltratar” pelo que “quando nós respondermos também tem que deixar passar de igual para a igual”.

Guerra acusou a CASA CE de ter os meios de informação internacionais para mentir.

“Pessoas que trabalham aqui no Namibe e que por outras razões fazem politica nesta província que sejam honestas; e que não utilizem órgãos da comunicação social para (...) falar mentiras,” disse.

“Há pessoas que não têm moral nenhuma para falar no nome de ninguém, porque a trajectória de vida enquanto jovens sempre foi uma trajectória de vida que não é boa.”

Recentemente, Mucanda afirmou que o seu partido está a investigar corrupção ao mais alto nível no Namibe e que o dinheiro enviada a esta província é reflectido nas suas contas.

XS
SM
MD
LG