Links de Acesso

MPLA não participa em debate entre políticos e activistas sociais

  • Manuel José

Paz, Democracia e Direitos Humanos dominam conferência de dois dias em Luanda.

Líderes políticos e activistas sociais participaram nesta terça-feira, 6, no primeiro dia de uma conferência organizada pelas associações Mãos Livres e AJPD para debater paz, democracia e direitos humanos.

Abel Chivukuvuku, presidente da CASA-CE, Isaias samakuva, presidente da UNITA, Paulo Cassoma, secretário-geral do MPLA, o reverendo Ntony Nzinga e Alexandra Simeão constituíam o cartaz do evento, com o líder da coligação a pedir casamento entre a teoria e a pratica.

''Em democracia, a Constituição pode ser boa, mas se o cidadão permitir que violem os seus direitos não há valor nenhum'', disse Abel Chivukuvuku, seguido por Samakuva a afirmar que a paz em Angola ainda “é uma miragem”.

“A paz entre nós ainda não está consolidada e receamos que iremos recuar, por isso temos de ter muito cuidado e fazermos tudo para manter este calar das armas'', advertiu o líder da UNITA.

O secretário-geral do MPLA Paulo Cassomanão compareceu nem justificou a ausência.

Pela sociedade civil, participou Alexandra Simeão que considerou importante que os políticos velem mais pelo amor ao próximo.

''Uma pessoa que passa fome não pode estar em paz, quem não tem emprego tem paz, a nossa política tem que ter mais amor ao próximo e não ficar no formal porque os pobres existem, não são estatísticas, são milhares de pessoas neste país que passam fome'', denunciou Simão, enquanto o reverendo Ntony Nzinga considerou que que dificilmente quem não é democrata pode aceitar o outro.

''Quando ignoramos a vontade e a liberdade do outro criamos um problema, no mundo de hoje quem está fora do sistema é considerado terrorista ,mas quem está dentro do sistema não é, não podemos ser democratas e ao mesmo tempo obrigar o outro a ignorar sua consciência'', advertiu.

A Conferência Nacional sobre Paz, Democracia e Direitos Humanos continua na quarta-feira, 7, tendo como convidados o padre Pio Wacussanga, representante do SJA, o jornalista Victor Aleixo e o economista Filomeno Vieira Lopes.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG