Links de Acesso

MPLA e Unita posicionam-se sobre as inundações em Benguela


Benguela

Benguela

Enquanto o MPLA avalia os estragos causados pelas chuvas no litoral da província de Benguela, a Unita apresenta sugestões para uma sólida assistência aos sinistrados. O balanço final aponta para 99 mortos e mais de 9 mil desalojados à espera das novas urbanizações para casas longe das zonas de risco. Perante este cenário, o principal partido da oposição aconselha, entre outras medidas, um trabalho adicional tendente a requalificar as obras levadas a cabo no rio Cavaco.

Na abertura da 11ª reunião ordinária do Comité Provincial, esta manhã, o 1º secretário do MPLA Isaac dos Santos deu a conhecer que 393 casas ficaram inundadas. Às mortes e desalojamentos, juntam-se estragos nos sectores da educação, saúde e agricultura.

Por tudo isto e muito mais, o secretariado da Unita, crítico em relação ao que chama de falta de capacidade das autoridades, sugere mexidas nas obras inscritas no programa de regularização do rio Cavaco.

O deputado Alberto Ngalanela, secretário provincial do galo negro, denuncia o oportunismo de gente que, não tendo sido afectada, procura infiltrar-se nas zonas de realojamento no sentido de conseguir terrenos na hora da acomodação final

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG