Links de Acesso

MPLA distorce a história, acusa Isaías Samakuva

  • Manuel José

O Presidente da Unita, Isaías Samakuva, disse que a história recente do país está a ser deturpada pelo partido no poder o MPLA.

Samakuva falava na conferência “A paz e estabilidade na África Austral”, com quatro palestrantes nomeadamente os generais Abílio Kamalata Numa, Lukamba Gato, Eugénio Manuvakola e Demóstenes Chilingutila.

O objectivo, segundo o Presidente da Unita Isaías Samakuva é resgatar a verdadeira história de Angola, afirmando que o seu partido deve fornecer à sociedade “o contributo para a verdadeira história de Angola porque achamos que a mesma está a ser deturpada para servir interesses políticos".

"A Unita na sua qualidade de um dos artífices da história recente de Angola pretende apresentar tais factos com objectividade e lisura", disse.

Na conferência o general Abílio Kamalata Numa, aproveitou a ocasião para afirmar que Angola sofre de uma doença grave, a corrupção.

"Temos um problema gravíssimo que é o problema do cancro da corrupção no país e este cancro tem de nos levar outra vez a Bicesse envolvendo todos os angolanos para ver se ultrapassamos este problema como fizemos com a guerra", ressalvou Numa.

Numa disse que "houve um retrocesso nos processos todos de paz que o país conheceu e o Governo passou a partir de 2010 a empolar uma certa supremacia da guerra”.

“O nosso objectivo aqui é recordar ao MPLA que o caminho não deve ser este,” disse.

“Devemos seguir o caminho da reconciliação nacional, do emprego, melhores escolas", acrescentou.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG