Links de Acesso

MPLA acusa diplomatas ocidentais de estarem por trás dos activistas

  • Redacção VOA

O ministro do Interior de Angola Ângelo da Veiga Tavares reforçou nesta quarta-feira a teoria da conspiração contra o seu Governo ao acusar supostos cidadãos ocidentais de terem instigado os jovens para se rebelarem contra o Executivo.

Veiga Tavares disse em conferência de imprensa haver cidadãos estrangeiros que usam o estatuto de diplomático para tentarem desestabilizar o seu Governo.

As declarações do ministro do Interior de Angola foram proferidas depois de o Bureau Político do MPLA ter acusado supostos cidadãos ocidentais e angolanos de estarem a exercer pressão sobre as autoridades angolanas, em particular sobre o Executivo, com vista à libertação de cidadãos formalmente acusados de actos preparatórios de rebelião, com o objectivo de derrubar o Governo.

Em comunicado divulgado nesta terça-feira a liderança do MPLA afirma que compete somente aos tribunais administrar a justiça, sem prejuízo do princípio da presunção de inocência.

O MPLA reafirma ainda a defesa da aplicação da separação de poderes, garantindo que os tribunais não se deixarão influenciar por qualquer mecanismo de pressão.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG