Links de Acesso

Moçambique: Situação continua tensa na linha de Sena

  • Simião Pongoane

Refo Agostinho, considerado o líder da “revolta dos oleiros”, foi detido durante mais de 13 horas pela polícia no distrito de Moatize

Em Moçambique continua a tensão ao longo da linha férrea de Sena, no distrito de Moatize, na sequência da detenção temporária do líder dos manifestantes que interromperam a linha na semana passada e que exigem o pagamento de indemnizações adicionais por parte da companhia mineira brasileira, Vale.
Refo Agostinho, considerado o líder da “revolta dos oleiros”, foi detido durante mais de 13 horas pela polícia no distrito de Moatize, província de Tete, acusado de incitamento à manifestação e bloqueio da linha férrea usada pela companhia Vale para o transporte de carvão mineral até ao porto da Beira.

Os colegas de Refo Agostinho amotinaram-se na esquadra da polícia em Moatize exigindo a libertação do seu suposto líder.
Segundo testemunhas, Refo Agostinho usara a sua frota de carros para o transporte de oleiros que bloquearam a linha férrea de Sena, exigindo o pagamento de indemnizações adicionais, na semana passada.

A linha de Sena foi reaberta pela polícia que dispersou os manifestantes que tinham colocado barricadas, incluindo um camião de Refo Agostinho.
A polícia sentiu-se desafiada e agiu por conta e risco próprio na detenção de Refo, mas não tinha mandado do tribunal para o fazer. A procuradoria distrital teve que intervir para a libertação do líder dos revoltosos.

Agora, a situação está calma, mas tensa.
Os oleiros estão à espera do encontro da próxima sexta-feira com a direcção da companhia Vale.

Na reunião realizada na semana passada depois da abertura da linha, os manifestantes entregaram à Vale um documento com 11 pontos, no qual exigem o pagamento adicional de 60 mil meticais, cerca de dois mil dólares americanos, a cada uma das 270 famílias transferidas em 2010 para novas zonas de reassentamento para dar lugar à exploração de carvão mineral pela Vale.

Na altura receberam casas e dinheiro mas agora dizem que o dinheiro é pouco e as referidas casas têm rachas.

Para a Vale, o assunto está encerrado, mas a porta de diálogo está aberta. O governo está a ajudar na procura de solução amigável entre as duas partes.
XS
SM
MD
LG