Links de Acesso

Assassinato de taxista moçambicano não ficará impune, garante embaixador na África do Sul

  • Simião Pongoane

Taxista moçambicano Mido Macie, arrastado até à morte por polícias sul-africanos.

Taxista moçambicano Mido Macie, arrastado até à morte por polícias sul-africanos.

Segundo o diplomata, a atitude da polícia foi um crime hediondo que será tratado na justiça.

O embaixador de Moçambique na África do Sul manifestou-se horrorizado com as imagens mostrando um carro da polícia sul-africana arrastando até à morte um cidadão moçambicano.

Fernando Fazenda, afirmou entretanto que a embaixada já arranjou um advogado para lidar com o caso do assassinato do jovem moçambicano de 27 anos de idade, Mido Macie, pela polícia sul-africana.

Segundo o diplomata, a atitude da polícia foi um crime hediondo que será tratado na justiça.

O ministro dos negócios estrangeiros moçambicano disse entretanto que o governo está chocado e que quer ver medidas exemplares contra os prevaricadores daquelas acções.

Entretanto os agentes envolvidos no caso já foram suspensos das suas funções, aguardando procedimentos criminais.

O jovem malogrado era um chefe de família que deixa mulher e uma criança de quatro anos.Ouça a reportagem do Simião Pongoane com as declarações do embaixadora e da mulher e da mãe do jovem moçambicano assassinado na África do Sul.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG