Links de Acesso

Moçambique: Engarrafamentos paralisam fronteira com África do Sul

  • Simião Pongoane

A fronteira num dia de pouco movimento (foto de arquivo)

A fronteira num dia de pouco movimento (foto de arquivo)

A fila de viaturas chegou a ter cerca de 40 quilómetros a partir da fronteira.

Mais de trinta e cinco mil pessoas entraram em Moçambique, através da fronteira com África do Sul, para passarem a quadra festiva, com familiares, amigos ou em estâncias turísticas nacionais.

A entrada de milhares de pessoas criou problemas às autoridades de migração e das alfândegas de Moçambique e da África do Sul.


O director-Geral das alfândegas de Moçambique, Domingos Tivane, teve que atravessar pelo menos duas vezes para o lado sul-africano para ajudar no descongestionamento da fronteira.

A fila de viaturas chegou a ter cerca de 40 quilómetros a partir da fronteira. Algumas pessoas ficaram mais de 20 horas à espera de carimbar passaportes para entrarem no território moçambicano.

Moçambique tem de cerca de cem mil pessoas que trabalham legalmente na África do Sul, sendo que a maior parte está na indústria mineira.

No período da quadra festiva do Natal e do final do ano, o patronato dispensa os trabalhadores para passarem as festas com os seus familiares mais próximos. Mas os turistas sul-africanos também aproveitam o período para desfrutar das praias virgens moçambicanas.

Entretanto, a polícia vai apresentar nesta quinta-feira o balanço preliminar dos incidentes relacionados com a quadra festiva. Mas algumas unidades sanitárias adiantaram que nas últimas 24 horas lidaram com muitos casos de acidentes de viação e de traumas provocados por excessos de emoção das festas.
XS
SM
MD
LG