Links de Acesso

Moçambique: Quelimane continua sem orçamento aprovado


Bicicletas-taxi

Bicicletas-taxi

Pela terceira vez a Frelimo adiou a realização da sessão Municipal

A câmara municipal de Quelimane, por sinal a quarta de Moçambique, continua sem o seu plano e orçamento para 2013 aprovados pela Assembleia Municipal de Quelimane.

Tudo porque a bancada parlamentar da Frelimo, por sinal a maioria continua adiando a realização da sessão que visa aprovar aqueles instrumentos vitais para a vida dos munícipes da cidade de Quelimane.


Estimado em mais de 300 milhões de meticais, o plano da edilidade sob liderança de Manuel de Araújo eleito pelo Movimento Democrático de Moçambique prevê entre varias acções, a pavimentação algumas ruas e avenidas, construção de pontes e aquedutos, colocação de sinais luminosos entre outras actividades.

Entrevistado pela VOA, Noé Mavereca, chefe da Bancada da Renamo na Assembleia Municipal, começou por lamentar a atitude da Frelimo, porque segundo ele os sucessivos adiamentos das sessões visam atrasar os planos que Manuel de Araújo e a sua edilidade têm para melhoria da vida dos munícipes de Quelimane.

De acordo ainda com Mavereca, por diversas vezes a comissão Permanente sentou com a edilidade para suprir os erros e desta vez, não houve motivos palpáveis para o adiamento da sessão. Para ele, a Frelimo esta a sentir dor de estar na oposição.

Noé Mavereca chefe da bancada da Renamo deplorou a várias manobras que seus colegas da Frelimo na Assembleia Municipal de Quelimane em vindo a perpetrar para não aprovarem os planos da edilidade.

Entretanto, enquanto o plano e orçamento da câmara municipal não é aprovado, a edilidade continua sem meios para executar aquilo que havia planificado para o presente ano.

E também importa lembrar que o governo de Moçambique já definiu o dia 20 de Novembro próximo como data para a realização das eleições autárquicas naquele país.
XS
SM
MD
LG