Links de Acesso

"Vaquina é como Aires Ali, sempre pronto a pôr em prática qualquer orientação superior" - analista moçambicano

  • João Santa Rita

São eles que mandam. Vaquina e Guebuza lado a lado

São eles que mandam. Vaquina e Guebuza lado a lado

Novo primeiro ministro tomou posse pedindo "colaboração de todos".

O novo primeiro ministro de Moçambique Alberto Vaquina pediu hoje a "colaboração e empenho de todos os quadros do aparelho do Estado" para o sucesso do Governo e da luta contra a pobreza, a principal aposta das autoridades moçambicanas.
Vaquina falava pouco após a sua tomada de posse no Maputo.
"As áreas que vou privilegiar serão aquelas que decorrem das funções do primeiro-ministro,” disse Vaquina um médico formado em Portugal e que ocupou até agora a posição de governador de Tete.
“ Primeiro terei que ir ler os documentos que é para me inteirar disso e depois definirei os programas de actividade, mas não será diferente daquilo que vinha sendo desenvolvido porque o primeiro-ministro age de acordo com aquilo que está previsto na lei", acrescentou.

O principal partido da oposição Renamo, minimizou a nomeação de um novo primeiro ministro, quatro novos ministros, um vice ministro e dois governadores na remodelação ministerial feita pelo Presidente Guebuza após o Congresso da seu partido a FRELIMO.

O porta voz da Renamo Fernado Mazanga disse que remodelação nada vai mudar porque “é tudo farinha do mesmo saco, ali (na Frelimo), os interesses do partido sobrepõem-se à competência das pessoas”.

Emidio Vaz Raposo historiador e membro do Centro de Estudos Inter Discilinares de Comuniação no Maputo disse á Voz da América que Vaquina e o agora demitido chefe do governo, Aires Ali, são pessoas com “o mesmo tipo de personalidade”.




“Ambos são grandes ouvintes e praticantes das orientações, sempre prontas a pôr em marcha qualquer tipo de orientação,” disse o analista.

O Dr. Raposo considerou que Aires Ali tinha sido afastado por ter perdido a confiança de muitos na FRELIMO e do próprio Guebuza.

Para este analista a nomeação de Vaquina pode também ter como intensão dar continuidade governativa após a saída de Guebuza da presidência em 2014.

“Da mesma forma como a Dra. Luísa Diogo transitou do governo de Chissano para o governo de Guebuza, o Dr. Vaquina pode seguir o mesmo percurso com o objectivo principal de não se criarem roturas,” disse o analista para quem após a saída de Guebuza da presidência um novo chefe de estado encontrará assim um primeiro ministro “um pouco mais rodado e familiarizado com os dossiers facilitando a transição do poder”.

O Dr. Raposo disse ainda anão se poder excluir a possibilidade de Vaquina vir a ser um sucessor de Guebuza.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG