Links de Acesso

Moçambique: Apreendidas sete mil toneladas de minerais a garimpeiros ilegais

  • William Mapote

Garimpeiro numa mina a céu aberto, na região de Goma, no Congo

Garimpeiro numa mina a céu aberto, na região de Goma, no Congo

Foram apreendidas mais de sete mil toneladas de minerais diversos, entre os quais, turmalinas e rubis, que estavam na posse de exploradores ilegais e traficantes.

Ouro, turmalinas e rubis

O governo moçambicano está preocupado com os níveis de mineração ilegal e com o tráfico de produtos minerais no país,uma actividade que,para além de cidadãos nacionais, conta com a participação de grupos provenientes de alguns países vizinhos.

Desconhecem-se as quantidades reais que o país perde como resultado destes actos mas, só nos primeiros seis meses deste ano, as autoridades consequiram apreender mais de sete toneladas de mineirais diversos.Até ao final do primeiro semestre deste ano já tinham sido apreendidas mais de sete mil toneladas de minerais diversos, entre os quais, turmalinas e rubis, que estavam na posse de exploradores ilegais e traficantes.

O garimpo é a principal forma de extracção usada,sendo o ouro e predras preciosas,como os rubis, os minerais mais apetecíveis.

Nas províncias do centro e norte do país, com destaque para Manica, Zambézia e Nampula, são milhares as famílias moçambicanas que se expõe aos perigos do garimpo, extraindo mineirais como meio de subsistência e fomento das redes de tráfico.

As autoridades nacionais ainda não conseguiram travar este fenómeno que, em algumas zonas, está atingir níveis de um iminente perigo ambiental. O governo reconhece o problema, mas defende um tratamento moderado, uma vez que muitas famílias tem neste sector o seu sustento.

XS
SM
MD
LG