Links de Acesso

Investimento Francês em Moçambique

  • Francisco Júnior

Investimento Francês em Moçambique

Investimento Francês em Moçambique

Uma indústria que irá produzir óleo alimentar, que terá capacidade para produzir quatrocentas toneladas de óleo, por dia.

<!-- image -->É um investimento francês orçado em 22 milhões de dólares americanos.
Pertence a um grupo empresarial denominado MAEVA. O grupo MAEVA tem interesses em França e no Burkina Fasso também. Instalou-se em Moçambique em 1998. Dos sócios, três são franceses e um moçambicano.
O Grupo MAEVA dedica-se ao fabrico e venda de géneros alimentícios e de higiene e limpeza produzidos, essencialmente, a partir de oleaginosas.
Em Moçambique, tem várias unidades fabrís e empresas comerciais que empregam acima de cinco mil pessoas.
Neste momento, o Grupo MAEVA está a construir, de raíz, uma outra fábrica, na cidade da Matola, província de Maputo, Sul de Moçambique.
Uma indústria que irá produzir óleo alimentar, que terá capacidade para produzir quatrocentas toneladas de óleo, por dia.
Daniel Mondlane é o Director Executivo do Grupo MAEVA.Diz que, enquanto não se recorrer ao mercado interno, a matéria-prima continuará a ser importada do Brasil, Malásia e África do Sul.
No presente momento, a MAEVA importa, trimestralmente,50 mil toneladas de oleaginosas para alimentar as indústrias que tem, em Moçambique.
Indústrias que, para além de abastecer o mercado interno, têm estado a produzir também para exportação.
Mas são, ainda, quantidades consideradas não muito significativas; são 40 a 80 toneladas de óleo alimentar exportadas por mês para o Madagascar, Burkina Faso e Tanzânia.
Quantidades que, no entanto, deverão, no futuro, ser gradualmente acrescidas, sendo o da SADC o potencial mercado para a colocação dos produtos que a MAEVA irá fabricar.O governo moçambicano está satisfeito.
Para o Ministro da Indústria e Comércio, António Fernando, que já visitou a fábrica em construção e na fase terminal na Matola, investimentos como os da MAEVA devem ser encorajados sempre.RM...António Fernando...
António Fernando, Ministro Moçambicano da Indústria e Comércio, falando à Voz da América sobre a instalação de uma nova indústria que deve entrar em funcionamento próximo mês na província de Maputo e que terá capacidade para produzir quatrocentas toneladas de óleo alimentar.
Indústria, que possui equipamento para reciclagem de recipientes plásticos, terá igualmente linhas para a produção diária de cem toneladas de sabonetes de diferentes tipos, com recurso a óleo reciclado, e para a produção, ainda, de cinquenta toneladas/dia de detergentes em pó.
Produtos para vender cá dentro e também além fronteiras.
E com as exportações de todos os produtos, o grupo MAEVA espera que possam ser geradas divisas líquidas anuais no valor de dez milhões de dólares americanos.

XS
SM
MD
LG