Links de Acesso

Família de Macie desapontada com tribunal de Benoni

  • Simião Pongoane

r

r

A família nem chegou a ver os agentes da Polícia acusados

Os familiares do jovem Mido Macie, assassinado a semana passada pela Polícia sul-africana, dizem que estão desapontadas com a maneira como o tribunal de Benoni lidou com o caso nesta Segunda-feira.


A primeira audição dos suspeitos, marcada para as primeiras horas do expediente nesta Segunda-feira foi adiada para próxima Sexta-feira pouco tempo depois da abertura das portas do tribunal.

A família nem chegou a ver os oito agentes da Polícia acusados de agredir, amarrar e arrastar o jovem atrás da viatura policial.

Aparentemente, o adiamento foi permitido para que os agentes suspeitos sejam identificados numa parada agendada para Quinta-feira, um dia antes da retomada do caso no tribunal de Benoni, arredores da cidade de Joanesburgo.

As equipas de defesa e de acusação querem mais tempo para aprofundar a investigação do incidente que chocou o Mundo, sobre a família do jovem taxista.

O recinto do tribunal estava cheio de moçambicanos e sul-africanos, exigindo justiça.

Em Maputo, os moçambicanos de todos os extratos sociais também exigem medidas exemplares contra os autores da morte do jovem taxista que deixa uma criança menor de quatro anos.

A morte do taxista Mido Macie é comparada com a do activista sul-africano Steve Bico pela Polícia no tempo do Apartheid na década de 1970, sendo que a grande diferença é que no caso de Steve Bico os autores nunca foram julgados.

Os assassinos de Mido Macie, esses, vão ser mesmo julgados, apesar do adiamento do caso para próxima Segunda-feira.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG