Links de Acesso

Ilhas de Goa e Sena encerradas ao turismo depois de naufrágio

  • Faizal Ibramugy

Ilha de Moçambique

Ilha de Moçambique

As ilhotas estão a ser alvo de um estudo irá determinar se poderão voltar a receber ou não turistas

Está em curso um estudo

As autoridades governamentais da Ilha de Moçambique, acabam de interromper a realização excursões, passeios turísticos e festas nas ilhas de Goa e Sena, naquele ponto da Província de Nampula.
A medida foi tomada na sequência do naufrágio que resultou na morte de oito pessoas,no último domingo, e irá vigorar por tempo indeterminado, anunciou Alfredo Matata, presidente do Conselho Municipal da Ilha de Moçambique,falando exclusivamente à reportagem da Voz da América .
Matata disse que, neste momento, as ilhotas estão a ser alvo de um estudo irá determinar se poderão voltar a receber ou não turistas e estudantes, entre outros. O referido estudo arrancou nesta quarta-feira e está a ser desenvolvido por um grupo de técnicos da INAMAR, Instituto Nacional do Mar.
Porque as Ilhas de Goa e de Sena movimentam massas,Alfredo Matata disse que a sua instituição está desde domingo a levar a cabo uma campanha de sensibilização para explicar aos ilhéus e turistas que chegam diariamente à Ilha de Moçambique no sentido de não planejarem visitas para aqueles pontos, considerados turísticos naquela que foi a primeira capital de Moçambique.
No naufrágio do último domingo,morreram seis estudantes e duas irmãs missionárias da caridade, de nacionalidade espanhola. Hoje, foi realizada,na Arquidiocese de Nampula,uma missa por sua intenção mandada rezar por crentes,sacerdotes,missionários e amigos.

XS
SM
MD
LG