Links de Acesso

Autoridades do Kwanza Sul "atacam" mosquito da febre amarela

  • Fernando Caetano

 Sumbe, Angola

Sumbe, Angola

Preocupação maior é a cirulação entre a província e Luanda.

O mosquito aedes aegypti, que causa a febre amarela, está no Kwanza-Sul, anunciou nesta quinta-feira, 10, o director provincial da Saúde Abreu Undongo.

Quinjumbulo, Maianga, Má-Língua, Cerâmica, Cambwia e Boa Entrada são as zonas mais afectadas em Amboim, enquanto no Sumbe as localidades das Salinas e Américo Boavida têm registado uma forte presença do mosquito.

O responsável pela Saúde na província advertiu que a prevenção passa por uma fiscalização e controlo dos meios de transporte de e para a província pelas autoridades sanitárias para se evitar a disseminação da doença.

Undongo disse que a situação é preocupante e “deve merecer a atenção de todos”, com destaque para“o controlo dos meios de transporte procedentes de Luanda”, onde a febra amarela já matou mais de 120 pessoas.

Ainda em matéria de saúde, o Banco Standard Bank doou hoje ao Hospital Pediátrico do Sumbe duas toneladas de material consumível para acudir à demanda de mais de 400 crianças internadas com paludismo, doenças diarreicas e respiratórias agudas, entre outras.

O estabelecimento encontra-se inundado de água devido às chuvas e os pacientes estão a ser tratados nas instalações do Lar de Estudantes, com capacidade para apenas 50 camas

XS
SM
MD
LG