Links de Acesso

Chuvas destroiem dique provocando inundações. Centenas de pessoas fogem para o centro da cidade

Por João Marcos

Benguela - Pelo menos cinco mortos centenas de desalojados, infra-estruturas destruídas e ruas intransitáveis é o balanço provisório das fortes chuvas que caíram em Benguela na madrugada de Quinta-feira.

Tudo indica que o rebentamento de um dique contribuiu para a tragédia.

Centenas de populares pernoitaram em jardins e nas imediações de um centro comercial, depois de terem abandonado as suas casas enquanto chovia, entre à meia-noite e às três da manhã. Todos dizem ter existido uma falha no programa de regularização do rio Cavaco para justificar os estragos causados pelas cheias.

Os bairros do Calomburaco, Seta e Fronteira, ao redor do rio Cavaco, são os mais afectados. Temendo o pior, até porque a tragédia do Lobito continua na ordem do dia, milhares de moradores deixaram a periferia em direcção ao centro da cidade. Mulheres, homens e crianças, transportando algum vestuário, passavam a imagem de um cenário bastante desolador.

A tragédia da-se alguns dias depois de dezenas de pessoas terem sido mortas num acontecimento idêntico na cidade do Lobito.

Há também a registar prejuízos também para os agricultores do vale do Cavaco.

Manuel Monteiro, presidente da Federação das Cooperativas Agro-pecuárias, disse que não tinha visto uma tempestade e inundação desta natureza nos últimos 25 anos.

A solução imediata passa pela colocação de albergues provisórios, com todas as condições que o momento de emergência exige.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG