Links de Acesso

Morreu Ahmed Kathrada companheiro de cela de Nelson Mandela

  • VOA Português

Ahmed Kathrada, activista sul-africano anti-apartheid, companheiro de cela de Nelson Mandela

Kathrada cumpriu 26 anos de cadeia por lutar contra o Apartheid

Morreu, hoje, 28, em Joanesburgo, Ahmed Kathrada, veterano da luta contra o apartheid. Tinha 87 anos de idade.

Kathrada foi companheiro de cela de Nelson Mandela na prisão de Robben Island, no Cabo, onde igualmente cumpriu mais de 25 anos.

A fundação que leva o seu nome informou que Katrada não resistiu à complicações resultantes de uma cirurgia ao cérebro.

Kathrada foi membro do parlamento e conselheiro de Mandela, entre 1994 e 1999.

Nascido a 21 de Agosto de 1929, na zona rural de Schweizer-Reneke, Kathrada juntou-se aos movimentos políticos ainda adolescente. Aos 17 anos, concretamente em 1946, participou na campanha de Resistência Passiva do Congresso Indiano da África do Sul.

Influenciado pelo Yusuf Dadoo, na década de 1950, tornou-se amigo de nomes emergentes do Congresso Nacional Africano, entre os quais Nelson Mandela, Walter Sisulu e Oliver Tambo.

Graça Machel, Ahmed Kathrada, e o actor Idris Elba

Graça Machel, Ahmed Kathrada, e o actor Idris Elba

Depois de várias acusações, Kathrada foi condenado à prisão perpétua, no famoso julgamento da Rivonia, em 1963, na companhia de Mandela, Sisulu, Govan Mbeki, Raymond Mhlaba, Denis Goldberg, Elias Motsoaledi e Andrew Mlangeni.

Kathrada foi solto em 1989, após cumprir 26 anos e três meses, 18 dos quais na cadeia de Robben Island. Em 1982 Mandela, Sisulu, Mhlaba e Mlangeni foram transferidos para a cadeia de Pollsmoor, também na cidade do cabo.

Na cadeia, Kathrada fez, entre outros, os cursos universitários de história e criminologia.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG