Links de Acesso

"Quem está mais interessado em que se esclareça a situação da dívida é o povo moçambicano", diz Presidente Filipe Nyusi

  • VOA Português

Presidente Filipe Nyusi

Presidente Filipe Nyusi

Em relação às negociações de paz, Nyusi diz que é necessária "uma solução que não viola a lei e seja douradora”.

O Presidente Filipe Nyusi diz que é do interesse do povo a realização da auditoria às dívidas denunciadas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Nyusi foi entrevistado pela VOA ontem, 15, aqui em Washington, antes do encontro com a directora-geral do FMI, Christine Lagarde, no qual foi acordado que uma equipa da instituição irá a Moçambique apoiar as autoridades a realizar uma auditoria às chamadas “dívidas ocultas”.

​As dívidas vieram a público em Abril do ano passado durante as reuniões da Primavera do FMI e do Banco Mundial, e ultrapassam mil milhões de dólares.

Nesta conversa, Nyusi reconhece que a transparência é crucial para Moçambique continuar a ter o apoio internacional.

Nyusi visita Washington numa altura em que foram retomadas em Moçambique as negociações de paz, entre a Renamo e o governo, e ainda não há consenso.

Um dos pontos exigidos pela Renamo é a retirada das tropas governamentais da Serra da Gorongosa, onde vive o seu líder, Afonso Dhlakama. O governo recusa a exigência.

“Eu tenho esperança que alguma solução tem que sair e tem que ser rápido (…) mas uma solução que não viola a lei e seja douradora ”, diz Nyusi.

Outro ponto reclamado pela Renamo é a governação nas seis províncias onde venceu as eleições, e Nyusi diz que “o pior que pode acontecer é rasgar a constituição”.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG