Links de Acesso

Polícia moçambicana resgata raparigas prestes a serem traficadas

  • Francisco Júnior

Raparigas resgatadas pela polícia moçambicana que estavam na iminência de serem traficadas

Raparigas resgatadas pela polícia moçambicana que estavam na iminência de serem traficadas

África do Sul é o destino principal de muitas mulheres e crianças traficadas de Moçambique.

São duas meninas, duas amigas que residem no bairro de Chamanculo, periferia da cidade de Maputo, a capital de Moçambique.

Uma, de 13 anos, e a outra de 17. A de 13 vive com os pais e a de 17 com uma tia-avó.

Conta a rapariga de 17 anos que recebeu, há cerca de uma semana e meia, a visita de uma prima, que vive em Mahau, um povoado do Distrito de Matutuine, na província de Maputo, Matutuine que fica próximo da fronteira com a Africa do Sul e a Swazilandia.

Essa prima, disse a menina, esteve em sua casa e conseguiu convencê-la a ela e à sua amiga de 13 anos a viajarem juntas, tendo prometido emprego, em território sul-africano.

Diz ainda a menina que, antes de irem para ta África do Sul fizeram uma paragem em Mahau, onde a referida prima vive com o padrasto.

Prima que terá recebido dinheiro, no valor de cinco mil meticais para que as duas adolescentes fizessem sexo com dois homens, um dos quais o cunhado da jovem que as levou para Matutuine.

Em conexão com este caso, estão detidos uma jovem de 20 anos e o seu padrasto, de 65, que residem na mesma casa, em Mahau, onde as adolescentes foram encontradas pela Polícia.

Os dois estão detidos na décima oitava esquadra da Polícia, na cidade de Maputo. A VOA ouviu os dois indiciados que negam o seu envolvimento no crime.

A jovem de 20 anos é suspeita de ter recrutado as duas adolescentes para as traficar. Ela e o seu padrasto negam, mas a Polícia diz não ter dúvidas que as adolescentes estavam na iminência de ser traficadas ou para Swazilândia ou para África do Sul.

África do Sul é o destino principal de muitas mulheres e crianças traficadas de Moçambique.

Orlando Mudumane, Porta-voz do Comando da Polícia ao nível da Cidade de Maputo, diz que as investigações vão prosseguir e que este caso vai à barra da justiça.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG