Links de Acesso

Tentativa de assalto a um paiol do exército moçambicano

  • Simião Pongoane

A tentativa de assalto foi perpetrada por profissionais

Pelo menos cinco militares das Forças Armadas de Moçambique foram mortos e dois feridos na madrugada de hoje no posto administrativo de Savane, distrito do Dondo, província de Sofala, durante uma tentativa de assalto a um paiol do exército moçambicano por homens armados ainda não identificados.

O Administrador distrital, João Oliveira, confirmou a Rádio Moçambique a ocorrência da tentativa de assalto, mas disse que ainda não tinha pormenores sobre se terá havido ou não vitimas a lamentar.


João Oliveira, Administrador do distrito do Dondo, em Sofala, falando a Rádio Moçambique.

Entretanto, fontes do Hospital Central da Beira, em Sofala, disseram a Voz da América que cinco militares das Forcas Armadas de Defesa de Moçambique perderam a vida e outros dois ficaram feridos durante o fracassado assalto. Não há informação sobre a situação dos assaltantes que continuam a monte.

No Ministério da Defesa Nacional ninguém fala sobre o assuno, o mesmo acontecendo no Comando-Geral da Policia em Maputo.

Mas a avaliar pelo número de vítimas mortais, a tentativa de assalto ao paiol foi perpetrado por profissionais de guerra e não simples bandidos amadores que queriam armas para crimes de delito comum ou coisa parecida.

A província de Sofala e uma zona considerada tensa, desde que o líder da Renamo se instalou na sua antiga base militar em Gorongosa em protesto contra o que considera degradação de democracia em Moçambique alegadamente provocada pela Frelimo, no poder.

Há fortes suspeitas de que os assaltantes sejam guerrilheiros da Renamo. Entretanto, o Governo e a Renamo retomaram hoje em Maputo o diálogo visando resolver as preocupações colocadas pelo antigo movimento rebelde.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG