Links de Acesso

Moçambique - Rapto, tráfego e homicídio de albinos

  • Francisco Júnior

Foto de arquivo

Foto de arquivo

Dez processos relativos à perseguição de albinos foram julgados na província de Nampula, em 2015.

Entre os dez condenados, a pena mais grave aplicada é de 27 anos de prisão maior.

Fernando Uache, Procurador-Chefe da Província de Nampula, diz que os condenados são os autores materiais do crime.

As pistas para encontrar os autores morais têm sido complicadas.

O fenómeno de rapto, tráfico e homicídio de albinos é considerado novo em Moçambique. Nampula é a província com mais casos.

Ainda não há certezas sobre as reais motivações desses crimes, mas pensa-se que quem está por detrás de tudo sejam cidadãos estrangeiros associados à fins mágicos ou obscurantistas.

Uache diz que é preciso investigar mais a fundo para perceber bem as causas da perseguição aos albinos.

XS
SM
MD
LG