Links de Acesso

Moçambique: ONU precisa de 30 milhões de dólares para apoiar vitimas de inundações

  • Redacção VOA

Nita Alves

Nita Alves

Os objectivos estratégicos da proposta incluem a prestação de assistência imediata às vítimas.

A comunidade humanitária em Moçambique, incluindo agências das Nações Unidas, Cruz Vermelha e várias organizações não-governamentais, lançou hoje uma proposta de resposta e recuperação de 30 milhões e 100 mil dólares para dar resposta às necessidades de mais de 160 mil pessoas severamente afectadas pelas cheias ocorridas na província da Zambézia no centro de Moçambique.

A proposta responde a uma solicitação do governo moçambicano para mobilizar recursos adicionais que reforcem o actual sistema de resposta de emergência. No início desta semana, o Fundo Central de Resposta à Emergência (CERF) das Nações Unidas aprovou uma alocação de assistência imediata de 3,2 milhões de dólares para apoiar as populações mais afectadas nos centros de acomodação na Zambézia.

Os objectivos estratégicos da proposta, que abrange a resposta imediata e a fase de recuperação de 3 a 4 meses, incluem a prestação de assistência imediata às vítimas das inundações. O acesso limitado às áreas afectadas continua no entanto a dificultar uma resposta eficaz, já que as inundações na bacia do rio Licungo danificaram seriamente um grande número de estradas e pontes, especialmente na Zambézia, onde cerca de 70% da província permanece inacessível por terra. A proposta será actualizada em 30 dias para reflectir melhor as necessidades prioritárias quando as águas retrocederem e o acesso a áreas alagadas tenha melhorado.

XS
SM
MD
LG