Links de Acesso

Moçambique: Morreu Zeca Tcheco, baterista mais popular do país

  • VOA Português

Zeca Tcheco, baterista moçambicano

Zeca Tcheco, baterista moçambicano

Morreu, hoje, em Maputo, aos 65 anos de idade, o baterista Zeca Tcheco, o mais popular e um dos melhores do país.

Informações de Maputo dão conta que Zeca Tcheco morreu poucos dias depois de uma repentina hospitalização.

Nascido a 2 de Fevereiro de 1951, em Maputo, José Daniel Tcheco iniciou a carreira musical na década de 1960, influenciado pelo pai, que tocava viola ritmo e era seguidor de americanos como Nat King Cole, Chubby Checker e Elvis Presley.

Depois de experimentar o futebol e atletismo, Zeca abraça em definitivo, em meados dessa década, a música, formando com Matias Xavier e outros amigos a Soul Band, cujas actuações eram em clubes nocturnos de Maputo.

Zeca Tcheco

Zeca Tcheco

Depois da independência de Moçambique, em 1975, Zeca Tcheco participa na formação do Grupo RM, cujo objectivo era dinamizar a produção da música moçambicana.

Neste grupo, Zeca trabalha com alguns dos melhores músicos do país – Mingas, Wazimbo, Alexandre Langa, Chico António, Otis, Sox, entre outros.

Zeca Tcheco foi, entre outras, compositor das populares canções “mamana”, “xikhongolatana” e “nwananga”, interpretadas pela cantora Mingas.

Pai do cantor Danny OG, Zeca Tcheco era irmão mais velho do multi-instrumentista Paito Tcheco e do baterista Julinho Tchecho (ex-Cosmos), radicado no Texas, Estados Unidos da América.

XS
SM
MD
LG