Links de Acesso

Renamo retoma actividades em Manica

  • André Baptista

Partido reabre sede em Manica

Partido reabre sede em Manica

Delegado do partido diz haver ainda algum medo, mas há avanços com a trégua

A Renamo, principal partido da oposição em Moçambique, retomou as suas actividades políticas com a reabertura das suas sedes na província central de Manica, destruídas por fogo posto na sequência do conflito político-militar com o Governo.

“Todas as sedes, provincial e da cidade foram reabertas, e estamos a trabalhar para a reabertura das sedes distritais e todos os niveis, como forma de prepararmos as eleições autarquicas de 2017”, precisou Sofrimento Matequenha, delegado político provincial da Renamo em Manica, afiançando que foi alcançado um acordo para parar as perseguições aos membros do partido.

Uma comissão parlamentar da Renamo deslocou-se recentemente às provincias do centro e norte de Moçambique, afectadas severamente pela reedição, em 2016, do conflito politico-militar, e manteve reuniões com os governadores e comandantes provinciais de Tete, Sofala, Manica e Zambezia, para colocar fim a perseguição aos membros e reabrir as sedes.

A reabertura das sedes e a retoma da normalidade das actividades políticas da Renamo em Manica resulta do pacote de entendimento alcançados entre o seu líder, Afonso Dhlakama, e Presidente da República, Filipe Nyusi, que deu forma a trégua de 60 dias em vigencia até 4 de Março.

“Nesta quinta-feira estava reunido com os membros no distrito de Macate e esse trabalho vai ser continuo para reactivar as sedes, outras que tinham sido queimadas e outras invadidas por capim devido o não uso” declarou Sofrimento Matequenha.

Apesar de ainda não serem conhecidos avanços concretos com a trégua, foi anunciado este mês a formação de grupos de trabalho para preparar a nova fase do diálogo.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG