Links de Acesso

Moçambique faz balanço ao ramo judicial

  • Simião Pongoane

Maputo - Mocambique

Maputo - Mocambique

Procurador-Geral:"Os casos de criminalidade mostram tendência de redução só que os criminosos se tornaram mais violentos e sofisticados".

O procurador-geral moçambicano, Augusto Paulino, apresentou o seu relatório aos legisladores moçambicanos sobre a situação anual da legalidade e justiça em 2012.
Para o chefe do ministério público moçambicano, os casos de criminalidade mostram tendência de redução só que os criminosos se tornaram mais violentos e sofisticados.

Augusto Paulo falou cerca de três horas. Mas não disse nada sobre as reclamações de actuação da polícia contra membros de partidos políticos da oposição. Apenas deplorou ataques armados registados em Abril último em Muxungue, envolvendo antigos guerrilheiros da Renamo e a Polícia.

O procurador-geral evitou também mencionar o caso do ministro da agricultura, José Pacheco, acusado de tráfico de madeiras com envolvimento de cidadãos chineses, mas o gabinete de combate à corrupção disse esta semana que o assunto vai ser investigado pela Procuradoria-Geral da República. Pacheco nega qualquer envolvimento no negócio de madeira com chineses.

Os deputados da oposição acusaram Augusto Paulino de ter medo dos dirigentes do governo e da Frelimo, e os ambientalistas estão preocupados com o tráfico de madeira.
O debate do informe do Procurador-Geral termina amanhã, mas o documento de mais de 80 páginas já foi chumbado pelos deputados da Renamo e do MDM, contando o voto maioritário da Frelimo partido no poder.
XS
SM
MD
LG