Links de Acesso

Instituições financeiras advertem que Instabilidade pode travar crescimento económico de Moçambique

  • Simião Pongoane

O Fundo Monetário Internacional, o Banco Africano de Desenvolvimento e a União Europeia expressaram anteriormente a sua preocupação com a continuidade da crise política e militar. Agora é a vez do Banco de Moçambique.

O Banco de Mocambique, conselheiro técnico do governo em assuntos de economia, considera que a tensão politico-militar prevalecente no país não ajuda no bom ambiente do crescimento económico ou seja do Produto Interno Bruto.


O Administrador Valdemar de Sousa, do Banco de Mocambique, afirma que a economia é um conjunto de factores sensíveis.

O Fundo Monetário Internacional, o Banco Africano de Desenvolvimento e a União Europeia expressaram anteriormente a sua preocupação em relação aos ataques armados que se registam basicamente na região central do país, depois que o exército tomou base militar e residencial do líder da Renamo, em Santungira, há mais de duas semanas.

A Rio Tinto, uma companhia mineira internacional, reduziu esta semana o seu pessoal estrangeiro temporariamente por causa da situacao militar que já provocou mais de cinco mortos, entre militares e civis, nas últimas duas semanas.
XS
SM
MD
LG