Links de Acesso

Empresários de Inhambane preocupados com tensão politico-militar

  • Francisco Júnior

Amade Abdul Osmane, Presidente do Conselho Empresarial da Província de Inhambane.

Amade Abdul Osmane, Presidente do Conselho Empresarial da Província de Inhambane.

...há empresas com os cofres vazios e a fechar portas.

Empresários de Inhambane estão desesperados por causa da crise económico-financeira e da tensão político-militar que abala Moçambique.

Dizem-se aflitos porque, o ambiente de negócios se deteriorou bastante, e há empresas com os cofres vazios e a fechar portas.

O ambiente de negócios não é bom, neste momento, no país. É o que diz Amade Abdul Osmane, Presidente do Conselho Empresarial da Província de Inhambane.

Para Osmane, a crise económica, a constante desvalorização do metical, face às principais moedas estrangeiras está a transtornar muito.

A vida está cada vez mais cara e o empresário com cada vez menos capacidade financeira para desenvolver os seus negócios.

Os preços dos produtos e dos serviços estão a subir e não há quem consiga trabalhar sem se queixar.

Um problema que, segundo Osmane é agravado pela instabilidade política. Os ataques militares, que se fazem sentir em particular na zona centro de Moçambique, afectam os negócios.

Só com a paz é que o país poderá voltar a pulsar e a avançar para o desenvolvimento, diz Osmane.

XS
SM
MD
LG