Links de Acesso

Moçambique estabelece parcerias para construir cem mil casas


Cidade da Beira

Cidade da Beira

Casas destinadas a albergar progressivamente os mais de 13, 5 milhões de moçambicanos que não dispõem de habitação condigna

O governo de Moçambique tem parcerias com a África do Sul, China, Índia e Portugal para construir casas destinadas a albergar progressivamente os mais de 13, 5 milhões de moçambicanos que não dispõem de habitação condigna no país.

O presidente do Fundo de Fomento da Habitação (FFH), o arquitecto Rui Costa, adianta, em entrevista à VOA, que o plano a habitação se tornou num dos principais desafios do governo que, por sua vez, estabeleceu um contrato-programa com o FFH visando a edificação de 100 mil casas em todo o país como factor de redução do défice habitacional.

No âmbito do Orçamento para 2011 daquela instituição, serão demarcados, no país, 5200 talhões, sendo 1200 para Maputo-cidade e província, 250 para Gaza, igual número para Inhambane, 300 para Sofala, 400 para Manica, 450 para Tete, 700 para Nampula, 800 para Cabo Delgado e 400 para Niassa, num investimento avaliado em 18,45 milhões de meticais.

O arquitecto Rui Costa admite, porém, que Moçambique é o país com o mais elevado custo de habitação a nível da região da África Austral, facto que resulta da carestia dos materiais de construção, na sua maioria importados dos mercados regionais.

XS
SM
MD
LG